DW AngolaOnline Library

Online Library

Dossier de Habitação Janeiro - Dez 2016

Monday, 16 January, 2017

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação, o Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos categorizados nos seguintes grupos principais.

Angola’s new housing finance reforms

Sunday, 15 January, 2017

The last year has seen the introduction of some long-outstanding fiscal reforms in Angola’s housing economy. The new Minister of Housing and Urban Development Ms Branca do Espírito Santo has brought some new insights from her years in senior management in the nominally-private-sector real-estate company IMOGESTIN and even earlier as director of a civil-society organization. She assumed her new post, in March 2016, as Angola entered into its second year of economic crises after the collapse of the country’s commodity prices

Urban Governance and Turning African Cities Around Luanda Case Study

Friday, 6 January, 2017

This working paper presents the findings of the study on the process that has taken place over
the past decade to turn around the city of Luanda, the capital of Angola. It is part of a broader
research project that examines the case of Luanda, alongside Johannesburg and Lagos, to
shed light on the governance practices that have started to emerge on the continent in an era
that has been marked by rapid economic growth.
Luanda has been the main beneficiary of Angola’s economic boom that started in 2002
fuelled by oil revenue. Two projects were undertaken as part of efforts to turn the city around:
the redevelopment of the Bay of Luanda and the construction of the New City of Kilamba. The
Bay of Luanda work included the redevelopment of the waterfront to create pedestrian spaces,
cycle lanes, sports fields and spaces for cultural events, while the New City of Kilamba
consisted of the construction of 710 buildings, kindergartens and schools, along with water
and electricity infrastructure.

OS DIREITOS FUNDIÁRIOS E A LEI DE TERRAS EM ANGOLA

Tuesday, 3 January, 2017

A legislação Angolana permite a criação de cinco direitos fundiários, nomeadamente os direitos de propriedade, de superfície, do domínio útil civil, do domínio útil consuetudinário e o direito de ocupação precária. Apesar disso, a situação actual das terras em Angola é de grande complexidade.

ONDAKA Numéro 1701 2017

Monday, 2 January, 2017

A distribuição das primeiras residências na Centralidade do Lossambo, enquadradas no Programa Nacional de Urbanismo e Habitação, iniciou igualmente no ano que termina, tendo já beneficiado 300 famílias. Governador disse que mais 23 mil metros cúbicos de resíduos sólidos foram recolhidos na cidade do Huambo, numa altura em que se está a estudar os novos mecanismos de recolha de lixo, porta a porta para melhorar a imagem e saneamento da cidade. No mês de Novembro teve inicio a limpeza e desaçoriamento de mil sargetas existentes na cidade do Huambo. Até hoje existe já 42 sargetas em pleno funcionamento.

GESTÃO DA EPAL CRITICADA

Friday, 23 December, 2016

Cortes no abastecimento de água, falta de contratos de prestação de serviço, fraca aceitação dos munícipes do projecto das 700 mil ligações domiciliares, danificação das condutas constam das dificuldades registadas pelas associações de consumidores de água.

STATE-LED HOUSING DELIVERY AS AN INSTRUMENT OF DEVELOPMENTAL PATRIMONIALISM: THE CASE OF POST-WAR ANGOLA

Tuesday, 6 December, 2016

This article examines state-led housing delivery in post-war Angola as an instrument of developmental patrimonialism. It draws on a growing literature on political settlements to highlight the role of rents, informal institutions, and power arrangements in managing political stability and economic growth. In the case of post-war Angola, key forms of rent distribution take place at the level of the presidency through the centralized use of actors and institutions that emerged historically outside of the ambit of regular government structures. These involve foreign business allies and special state agencies such as the state oil company Sonangol that respond exclusively to the Angolan president. While this has kept regular state institutions weak, the approach has been successful in terms of fast-tracking public investments that are important for rent distribution to key constituencies while keeping political competition at bay. The case of a resource-rich country such as Angola provides insight into the context-specific ways in which developmental patrimonialism translates into practice and the actors, interests, and institutions driving state-led housing delivery.

ONDAKA Numéro 1612 2016

Thursday, 1 December, 2016

A emissão de 3 títulos comunitários de terra na província do Bié marcou as actividades realizadas pelo projecto de Gestão de Terra implementado pela DW em parceria com a Visão Mundial.

O responsável do projecto Moisés Festo disse que o mesmo está no seu terceiro ano de execução é tido como o ano de cumprimento para o alcance dos resultados. Para o ano de 2016 trabalhamos nas duas vertentes, rural e urbana.

ONDAKA Numéro 1611 2016

Tuesday, 1 November, 2016

O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Administração municipal do Huambo, António Kaiti, disse que nos últimos anos, Angola tem vindo a revelar resultados significativos no esforço da reconstrução nacional.

Falando em prol dos 41 anos da independência que se comemorou a 11 de Novembro, disse que o Executivo quer que os elevados benefícios do crescimento da economia sejam investidos na melhoria dos indicadores sociais, na qualidade de assistência à saúde, na educação, na habitação, na redução do desemprego e na formação profissional dos angolanos.

The Circuitries of Spectral Urbanism: Looking Underneath Fantasies in Luanda’s New Centralities

Tuesday, 1 November, 2016

The study of Africa’s new developments and satellite cities has been mostly led under the fundamentally aesthetic typology of ‘urban fantasies’. This provides important elements for a critique of how speculative idioms have been tainting contemporary forms of urban development across the continent, but it does not allow us to apprehend them as modes of city making with particular histories, practices and toolkits. This article leans on the Angolan example to contend with that typology. Drawing on an in-depth study of urban development in contemporary Luanda and its relationship with the Angolan oil complex, it does so in three moments. First, it presents a brief overview of what, in the recent years, has become one of the leading ways of critically assessing urban worlding projects in the African context. Second, it uses an introductory viewpoint into Luanda’s ‘new centralities’ project to contribute towards an improved and more nuanced understanding of what underpins and constitutes the envisioned futures of African cities. And third, it reconsiders and fine-tunes some of the main premises on which the study of Africa’s emerging forms of urban development has been carried out thus far.

Angola tem uma Visão Sustentável de Longo Prazo - Allan Cain

Monday, 17 October, 2016

Um verdadeiro amigo de Angola. A afirmação reflecte o percurso de Allan Cain, um arquitecto urbanista canadiano, que, quando tinha 29 anos, em 1980, largou projectos profissionais no seu país para se dedicar a tempo inteiro a Angola, onde se estabeleceu, até hoje, com a organização não governamental Development Workshop, com larga experiência na área de assentamentos humanos

A sua ligação a Angola começou quatro anos antes, em Junho de 1976, quando manteve contactos com a delegação angolana que participou, em Vancouver, no Canadá, na primeira conferência da ONU sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável, um evento realizado a cada período de vinte anos. O responsável pela sua vinda ao país foi o já falecido José Luís Guerra Marques, que integrou, na qualidade de director-geral do Laboratório de Engenharia de Angola (LEA,) a delegação angolana a Vancouver, chefiada pelo primeiro ministro da Construção da Angola independente,Manuel Resende de Oliveira, que ficou no cargo até 1978.

ONDAKA Numéro 1610 2016

Monday, 3 October, 2016

Os estudantes da Faculdade de Direito, da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES), efectuaram no passado dia 12 de Outubro, uma excursão académica à Corte do Reino do Bailundo. Os mesmos foram recebidos pelo Rei Ekuikui V, Armindo Francisco Kalupeteka.

Os cerca de 800 estudantes testemunharam três julgamentos tradicionais que em Umbundo significa “ekanga” orientados pelo Soberano da Corte (Ombala), para aliar a teoria das aulas de direito costumeiro, cadeira do 5º ano à prática.

Rent Strike narrowly averted in Kilamba City - DW Angola - Published version

Thursday, 22 September, 2016

The Kilamba project became the show-piece of Angola’s Housing and Urban Development Program announced by the President in 2008. With US$ 3.5 billion financing from the Industrial and Commercial Bank of China, purportedly backed by oil-revenues, the project was built in a record 18 months by CITIC a major Chinese consortium and completed in 2012. The Kilamba City project, includes 750 apartment buildings, schools, and more than 100 retail units. The new city was built to accommodate 160,000 people in 20,000 flats, each with a floor area of between 110 and 150 m2 and costing from US$120,000 to US$200,000. SONIP Housing had been created in 2013 as a real-estate arm of the Angolan state petroleum company SONANGOL. It was given the mandate to commercialize, manage and distribute 33,255 housing units of which 20,000 of them were in the recently completed Kilamba City. Kilamba has gained fame as being the largest Chinese built housing complex in Africa and the show-case of Angola’s post-war National Urban Housing Program. During the first year of SONIP’s management of Kilamba, it only distributed 12,425 units and acquired a substantial waiting list of impatient aspirant clients. Smaller, most affordable, three bedroom T3 units were in great demand but the larger expensive five-bedroom

units remained empty. By September 2013 the three and four bedroom units were exhausted2, and clients reluctantly accepted the larger units, but often expressed concerns about their capacity to make the payments of US$ 12,000 per year.

Land Markets for Housing in Angola Policy Paper

Thursday, 1 September, 2016

Access to land markets for housing and urban development continues to be both a challenge and an opportunity. Since its independence in 1975, and most notably since the end of the war, in 2002, Angola has undertaken to create a suitable legal framework to address the complex issues related to land access in the country. In 2004, the country promulgated a new law on land that has sought to strengthen areas taken as weakness in previous legislation. During the following decade a set of new legislation and regulations was published, covering issues such as concessions, and the functions of the local levels of government in the administration of land. However, ten years later, in December 2014, a national consultation on issues of land, led by private organizations came to the conclusion that the Land Law 9/04, did not deliver the expected results. Two key areas that have not been addressed in the legislation are the administration of land in peri-urban areas where the majority of the urban population live without the formal ownership and the regulation of customary land rights, particularly in rural areas.

Land Markets for Housing in Angola Policy Paper

Thursday, 1 September, 2016

Access to land markets for housing and urban development continues to be both a challenge and an opportunity. Since its independence in 1975, and most notably since the end of the war, in 2002, Angola has undertaken to create a suitable legal framework to address the complex issues related to land access in the country. In 2004, the country promulgated a new law on land that has sought to strengthen areas taken as weakness in previous legislation. During the following decade a set of new legislation and regulations was published, covering issues such as concessions, and the functions of the local levels of government in the administration of land. However, ten years later, in December 2014, a national consultation on issues of land, led by private organizations came to the conclusion that the Land Law 9/04, did not deliver the expected results. Two key areas that have not been addressed in the legislation are the administration of land in peri-urban areas where the majority of the urban population live without the formal ownership and the regulation of customary land rights, particularly in rural areas.

ONDAKA Numéro 1609 2016

Thursday, 1 September, 2016

O novo governador da província do Huambo João Baptista Kussumua, recentemente nomeado pelo Presidente da República, disse que pretende voltar a colocar a região entre as principais produtoras de alimentos do país e contribuir para a redução da fome e da pobreza.

O governante falava aquando da sua apresentação aos membros do governo e sociedade civil da província do Huambo, em cerimónia presidida pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa.

Estudo do UNICEF_Agua e saneamento escola de Angola

Wednesday, 31 August, 2016

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS, INUNDAÇÕES E O ABASTECIMENTO DE ÁGUA NAS CIDADES COSTEIRAS ANGOLANAS EM CRESCIMENTO RÁPIDO

Friday, 26 August, 2016

Angola já começou a endereçar a questão importante da adaptação às alterações climáticas. Os recursos hídricos de Angola serão de importância nas outras partes da África Austral, onde estes recursos serão mais raros no futuro. Angola terminou a sua comunicação inicial para a UNFCCC no princípio de 2012. O país juntou-se à rede regional e à rede dos países de língua oficial português relacionadas à adaptação às alterações climáticas, e está a iniciar um programa financiado pelo GEF. O Instituto Nacional de Recursos Hídricos foi recentemente criado para especificamente estudar e gerir as bacias hidrográficas de Angola. Todavia, há lacunas significativas nos dados meteorológicos e hídricos para o período pós 1975, que impede a planificação das alterações climáticas, embora uma rede destas estações está a ser estabelecida.

Characterization of observed rainfall in Angola and surrounding countries

Monday, 8 August, 2016

There was no database of historic rainfall data for Angola and there has been little work on rainfall variability and rainfall intensity in Angola, despite its importance for understanding important issues of droughts and floods There has been limited analysis of links of rainfall with ENSO, sea surface temperatures etc (though it has been hypothesised that there are links with SST and other drivers of variability)

Media Dossier Alterações Climáticas e Ambiente 2012

Monday, 8 August, 2016

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação, o
Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está
disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação
por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos
categorizados nos seguintes grupos principais.

Media Dossier Alterações Climáticas e Ambiente 2013

Monday, 8 August, 2016

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação, o
Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está
disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação
por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos
categorizados nos seguintes grupos principais.

Media Dossier Alterações Climáticas e Ambiente 2010 2011

Monday, 8 August, 2016

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação, o
Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está
disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação
por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos
categorizados nos seguintes grupos principais.

Media Dossier Alterações Climáticas e Ambiente 2014

Monday, 8 August, 2016

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação, o
Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está
disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação
por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos
categorizados nos seguintes grupos principais.

Media Dossier Alterações Climáticas e Ambiente 2015

Monday, 8 August, 2016

O Extracto de notícias é um serviço do Centro de Documentação da DW (CEDOC) situado nas instalações da DW em Luanda. O Centro foi criado em Janeiro de 2001 com o objectivo de facilitar a recolha, armazenamento, acesso e disseminação de informação sobre desenvolvimento socio-economico do País. Através da monitoria dos projectos da DW, estudos, pesquisas e outras formas de recolha de informação,o Centro armazena uma quantidade considerável de documentos entre relatórios, artigos, mapas e livros. A informação é arquivada física e eletronicamente, e está
disponível para consulta para as entidades interessadas. Além da recolha e armazenamento de informação, o Centro tem a missão da disseminação de informação
por vários meios. Um dos produtos principais do Centro é o Extracto de notícias. Este Jornal monitora a imprensa nacional e extrai artigos de interesse para os leitores com actividades de interesse no âmbito do desenvolvimento do País. O jornal traz artigos
categorizados nos seguintes grupos principais

Monografia - Diagnostico do Escoamento Pluvial em Luanda - Maio 2013

Monday, 8 August, 2016

Luanda tem 18 bacias que contêm as Principais linhas de macro drenagem pluvial da mesma. Estas bacias são as bacias: do rio Cambamba; do rio Seco( Cacuaco); rio Cabolombo; a bacia das imediações do Zango e que neste trabalho será tratada por bacia do Zango, a bacia nas imediações da Quissama entre as bacias do Miradouro da Lua, do rio Cabolombo e do Zango e que neste trabalho será denominada bacia da
Quissama; do Miradouro da Lua; das Palmeirinhas I e II; dos Ramiro I e II; do Morro da Cruz; do rio Soroca; bacia Costeira; bacia do rio Seco (Maianga); da Ponta das Lagostas; as bacias da Féu e da Quitanga em Cacuaco; e a lagoa de São Pedro.

AddThis